Requerimento 103/2018

Informações básicas da Proposição

  • Identificação: REQ-103/2018
  • Tipo da Proposição: Requerimento
  • Assunto: Solicito da Prefeitura Municipal enviar ao gabinete da vereadora Nilma respostas plausíveis as perguntas abaixo: 1)Quando começa e termina de forma real e efetiva a reforma do bloco cirúrgico e maternidade do hospital? 2)Após a reforma o bloco voltara a funcionar dentro da sua normalidade? 3) O valor informado ao conselho é 17 mil, nos fale o que será realmente executado 4) A secretaria acha que este valor acima é o suficiente para uma reforma em um bloco que esta sem condições físicas de uso? Os médicos cirurgiões estão sendo demitidos, entretanto segundo informações depois deste pequeno período as atividades nos blocos serão normais qual vai ser o procedimento de contratação? Quais os critérios serão utilizados uma vez que médicos conhecidos da população e respeitado pela mesma foram demitidos e com certeza estarão contratados em outros locais. já perdemos da nossa equipe médicos conceituados como dr.Túlio neurologista, Dra. Dayse, Dra. Franciele , dr. Geraldo urologista e o dr. Sandro ginecologista este ultimo inclusive especializado em gravidez de alto risco e outros em um hospital que já não temos médicos suficientes para atender a demanda da população, daqui a pouco transformaremos o mesmo em hospital de triagem. Esta ficando subentendido que esta reforma de apenas 17 mil é uma forma de demitir médicos conhecidos pela população para futuramente ser contratados outros médicos através da instituição, médicos que não possui vínculos com a nossa população. Quando fiquei sabendo da moralização do ponto eletrônico acreditei sem questionar depois do fiz uma analise neste consorcio que na verdade é uma instituição de cooperação (cooperativa) e busquei informações na região sobre a carga horária dos médicos. 5)Toda a região os médicos especialistas trabalham 10 horas porque os médicos do nosso hospital tem de cumprir carga horária superior aos médicos da região (20 horas?) 6)Se a consulta do pediatra e do obstetra é pago pelo SUS porque estes profissionais estão sendo demitidos? 7)Foi nos dito inclusive através de documentos que um parto custa ao município R$10.426 reais, entretanto o obstetra o pediatra e a equipe de enfermagens já estão de plantão no hospital , deixando claro todos pagos pelo SUS qual o beneficio de se fechar uma maternidade e o MUNICIPIO pagar para os partos serem realizados em outro hospital? 8)Quais os programas de capacitação e recursos para o hospital nos temos hj? Antes tínhamos o mãe de minas, criando meninos e meninas e o CIS- pré-natal ( este ultimo inclusive era enviado recurso a cada 4 consultas) 9)Como ficaram os pacientes com cirurgias eletivas que já estavam agendadas? Pois não se trata só de partos tem também histerectomia. 10)Qual profissional vai atender as gestantes nos plantões do HRC nos atendimentos de emergência? Uma vez que os clínicos gerais ou generalistas já se manifestaram que não estão aptos. 12)O município vai aderir a quais serviços da instituição de cooperação? Varias cidades saíram e estão saindo do consorcio entre elas Betim, Itauna, (Itauna rombo de 1 milhão) qual o critério utilizado pela equipe técnica para aderirem algo que comprovadamente não esta funcionando? Ficamos sabendo que foi encontrada uma bactéria no bloco (inclusive já esperávamos por esta desculpa) existe um laudo que comprove? Analisado por qual laboratório e não menos importante quem colheu o material para analise?

Autoria

Nome do vereador Partido
Nilma PT

Documentos Anexos e Referenciados

Histórico da Tramitação

Data Andamento